Blog

Espaço para você acessar nossas novidades e notícias relevantes para o setor

inovação e BIM

BIM como um ponto de partida para repensar processos

22/10/2020

O BIM abriu nossos olhos para o aumento de eficiência e produtividade. Segue um relato da experiência da Inovatech, com as palavras de nosso fundador Luiz Henrique Ferreira, e algumas reflexões sobre inovar e repensar processos.

Nossa experiência com a forma BIM de se pensar

No meio de 2018 eu estava aqui na Inovatech e comecei a me perguntar como poderíamos ser ainda mais eficientes, afinal era ano ruim para o setor da construção civil e eu já vislumbrava um cenário positivo à frente. Porém, não poderia cometer o erro de aumentar a equipe sem antes focar em eficiência.

Naquela época eu estava nos primeiros passos da Casa24h e já estava com minha cabeça voltada para fazer o projeto em BIM e tudo aquilo que muitos já vivenciaram nos posts sobre a casa.

Entretanto, uma de nossas unidades de negócio de consultoria para atendimento à Norma de Desempenho ainda tinha inúmeros processos que poderiam ser aprimorados, o que deixou aquela inquietação na cabeça.

No início de 2019 fiz uma viagem à Europa para me atualizar, lá tive importantes insights. Um deles foi de que o BIM não deveria ser mais um serviço a ser incorporado no portfólio da Inovatech após a FEICON – Casa24h. Na verdade, o BIM deveria ser uma ferramenta para que a Inovatech se tornasse ainda mais eficiente.

Graças à abertura para o novo, por parte dos meus sócios Tiago, Willian e Vinicius e de nossos estagiários na época, o desafio foi aceito. Assim, em poucos meses estávamos utilizando o pensamento sistêmico em BIM para aprimorar nossos processos e nos tornarmos ainda mais eficientes. Em poucos meses os resultados começaram a aparecer e nossa unidade de negócios de Norma de Desempenho dobrou seu faturamento entre 2019 e 2020!

No final de 2019 chegamos à conclusão de que era chegada a hora de lançar a unidade de negócios BIM da Inovatech. Não como mais uma consultoria BIM ou mais uma empresa de modelagem, mas sim como uma unidade de negócio que entrega o que o mercado realmente precisa, com um pensamento BIM.

Decidimos começar esta empreitada oferecendo serviços de coordenação e compatibilização de projetos utilizando a metodologia BIM. Afinal, uma parcela expressiva das incorporadoras parecia já ter embarcado no BIM.

O desafio de inovar e repensar processos

Hoje, após 11 meses do início da nossa unidade de negócios em BIM, vemos que o mercado ainda tem dificuldade em abarcar esta metodologia por completo e incorporar o modo de pensar em BIM nos seus processos.

Primeiramente, para inovar e se tornar mais eficiente é preciso tirar um tempo para refletir os processos, buscando novas ferramentas e meios para fazer atividades de uma forma mais eficiente, rápida e com menos erros. Contudo, neste processo é comum bater a cara na parede, voltar atrás e repensar novamente.

Portanto, é preciso ter bastante abertura para o novo, aceitar novas ferramentas e se aventurar. A primeira vez experimentando uma ferramenta nova pode parecer frustrante ou desafiador, sendo que uma quantidade grande de tempo deve ser empregada para se acostumar com o novo. A segunda tentativa será menos dolorosa, sendo que o ganho de eficiência será notavelmente maior. A curto e médio prazo os resultados será surpreendente.

 No mercado ainda se vê um apego muito grande com ferramentas tradicionais, como planilhas em Excel e modelos em Sketchup. Com o aumento de confiança nas ferramentas novas, como o BIM, e a prática de inovar e buscar soluções mais eficientes, os modelos tradicionais se tornarão cada vez mais obsoletos para fazer projetos .