Porte Engenharia e Urbanismo: residencial Helen conquista AQUA-HQE

Com consultoria da Inovatech, construtora entrega seu primeiro empreendimento com certificado de sustentabilidade e reforça diferenciais de mercado


Residencial

Certificações

Redução de impactos ambientais

O residencial Condomínio Edifício Helen, da Porte Engenharia e Urbanismo, conquistou em agosto de 2018 a certificação AQUA-HQE na fase Execução e tornou-se o primeiro empreendimento da empresa com selo de sustentabilidade.

Localizado no bairro do Tatuapé, em São Paulo, o Helen conta com uma torre e 35 apartamentos (34 tipo mais um duplex), sendo um por andar. Cada unidade tipo possui 374 m², com quatro suítes, seis vagas mais depósito, além da cobertura duplex, de 669 m², com oito vagas e depósito. O projeto arquitetônico foi concebido por Konigsberger Vannucchi. A designer de interiores e arquiteta Shenia Nogueira assina o projeto de decoração e o Núcleo Arquitetura da Paisagem, o projeto paisagístico.

A consultoria da Inovatech permeou todo o processo da certificação, desde o início. Para este empreendimento, definimos com a Porte, em autoavaliação, um perfil de Qualidade Ambiental do Edifício (QAE) com resultados que vão bem além do que seria um perfil mínimo para conquistar a certificação. Das 14 categorias de critérios avaliados, o desempenho ambiental do residencial Helen garantiu seis resultados considerados “Melhores Práticas”, cinco no nível “Boas Práticas” e apenas três no nível “Base” – enquanto a certificação estabelece como mínimo, pelo menos, três categorias em MP, quatro em BP e até sete em B.

Gestão da Água

Para promover a economia de água, os apartamentos receberam torneiras com arejadores e bacias sanitárias econômicas, que devem reduzir o consumo em cerca de 40%. Nas áreas comuns, a economia esperada no condomínio  de 23%, graças a soluções como dispositivos economizadores, espécies de plantas que exigem menos água e irrigação automatizada com aproveitamento de água de chuva.

Gestão dos Resíduos

A gestão dos resíduos, por exemplo, mereceu destaque, com depósitos de dimensões e posicionamentos adequados para facilitar a coleta seletiva, além de duas lixeiras para coleta seletiva (recicláveis e não recicláveis) em cada unidade privativa, local para armazenamento de resíduos de reformas e de resíduos contaminantes como óleo, pilhas e lâmpadas, além de um manual sobre o tema, destinado ao síndico e aos proprietários.

Conservação e Manutenção

Facilitar e reduzir custos com conservação e manutenção do edifício também foi foco de atenção e conquistou o nível “Melhores Práticas” na certificação. Além de hidrômetros e medidores individuais de água e energia nos apartamentos, o prédio conta com hidrômetros setorizados nas áreas comuns (que facilitam a rápida identificação e o combate a eventuais desperdícios e vazamentos), acesso fácil e seguro a todos os equipamentos técnicos instalados (shafts, escadas, balancins) e soluções de automação predial para controlar os sistemas de iluminação, ar-condicionado e acesso dos apartamentos.

Já para oferecer mais conforto visual e luz natural aos moradores, os apartamentos receberam aberturas generosas nas salas, cozinhas e dormitórios, que reduzem a demanda por iluminação artificial, já que proporcionam mais claridade nos ambientes.

 

“O Helen apresenta algumas soluções interessantes que o diferenciam no mercado, como a instalação de piso em madeira certificada pelo FSC nos corredores e quartos, equipamentos de ar-condicionado do tipo multi-split inverter (nível A do INMETRO) nas salas e dormitórios e sistema de automação nas persianas dos quartos e ar-condicionado”.

Guilherme Loos, sócio e responsável por Certificações e Ecoeficiência na Inovatech

 

Além disso, Loos conta que as fachadas ventiladas e em painéis arquitetônicos pré-moldados são mais eficientes para evitar a entrada de calor no edifício que os sistemas de fachadas aderidos, usualmente empregados em edifícios residenciais, e também colaboram para a redução de geração de entulho durante a construção.

Outro destaque, segundo ele, é o sistema de aquecimento solar de água, com painéis de alta eficiência (nível A ou B de etiquetagem do INMETRO) que atenderão cerca de 75% da demanda de energia para aquecimento de água, reduzindo o consumo de gás dos moradores.

Vale ainda mencionar o projeto de paisagismo diferenciado, com painéis verdes que utilizam espécies bem adaptadas ao clima e de baixo consumo de água e que, associados ao sistema de irrigação automatizado com água de chuva, resultam em grande economia de água e redução de custo ao condomínio.

Com uma lista de mais de 100 soluções de sustentabilidade, a certificação AQUA-HQE do empreendimento da Porte comprova a alta qualidade ambiental do edifício e garante aos moradores e ao meio ambiente uma série de vantagens e benefícios, também mencionados no Manual do Proprietário e do Síndico: maior tendência de valorização do patrimônio ao longo do tempo, economia de água e energia durante a vida útil do imóvel, redução dos custos de operação e manutenção do condomínio, mais conforto, saúde e segurança dos moradores e funcionários, entre outros.

Nós da Inovatech ficamos felizes em fazer parte dessa história.


< Voltar para CASES