Blog

Espaço para você acessar nossas novidades e notícias relevantes para o setor

Simulações integradas de conforto: imagem mostra conexão de fios de malha colorida

Simulações integradas de conforto térmico, acústico e lumínico

12/12/2019

Já faz um ano que lançamos no mercado as simulações integradas das três disciplinas de desempenho ambiental da Norma de Desempenho. Clientes já conseguiram perceber os benefícios reais dessa sinergia

 

Por Luiz Henrique Ferreira

Nossa jornada na acústica começou há pouco mais de um ano, por conta da demanda de muitos de nossos clientes. Eles começaram a nos pedir também a consultoria de acústica após perceberem nossos diferenciais na maneira de conduzir as simulações de desempenho térmico e lumínico.

Então, decidimos alocar um profissional da nossa equipe exclusivamente para a questão da acústica, junto com a experiência acumulada de outros profissionais que já vêm desempenhando essa função há muito tempo.

Assim, iniciamos a oferta de serviços integrados de conforto térmico, lumínico e acústico, com resultados extremamente satisfatórios.

Foco nos negócios

O que a gente percebeu com isso é que os principais pilares da Inovatech, aplicados nessas simulações, têm levado a resultados muito bacanas para nossos clientes. São eles:

  • Sempre focar em negócios;
  • Ter uma visão de gestão de riscos;
  • Medir tudo que fazemos (e, dessa forma, não ser superficial, uma “consultoria de Google”).

Vantagens no bolso

As simulações integradas de conforto geram uma condição financeira melhor, porque temos um ganho de eficiência. Além disso, a união das três disciplinas facilita muito a nossa entrega ao cliente, sem aquelas idas e vindas decorrentes de um consultor externo de acústica. Resultado: mais agilidade na entrega e simulações que contemplam a interação dessas três disciplinas.

Aqui na Inovatech, quem está à frente dessa área de acústica é o nosso sócio Vinicius Battistini, que inclusive participou no último dia 14 de novembro da reunião do grupo de trabalho de acústica para revisão da Norma de Desempenho.

Case bacana

Para exemplificar, conto aqui um resumo do que fizemos para um cliente, que acreditou na nossa proposta de entregar resultado e não fazer só a verificação. A empresa contratou o nosso “combo”, ou seja, as três análises de conforto integradas, feitas ao mesmo tempo.

Havia uma questão que era a escolha do fechamento do edifício: bloco cerâmico x bloco de concreto. Por ser um empreendimento de alto padrão, o projeto contava com grandes caixilhos. Por isso, o conforto acústico teve um peso maior do que o desempenho térmico na escolha dos blocos, já que a performance térmica dependia mais dos caixilhos do que da alvenaria.

Tratava-se de uma decisão importante em relação ao fechamento do edifício. E, como as três disciplinas já estavam avaliadas nas simulações integradas, com sinergia, isso justificou uma reunião com os investidores. Eles foram até o cliente para uma reunião junto com nosso sócio, que apresentou as soluções e um mapeamento dos riscos e benefícios de cada uma das soluções.

É evidente que para uma única disciplina, desarticulada das demais, o investidor não daria a devida atenção ao tema, nem abriria espaço na agenda dele. Mas, como os assuntos estavam integrados, isso foi possível. Com isso, conseguimos levar assuntos extremamente técnicos para a agenda do investidor, com foco em qualidade.

Quem também ganha com isso são os usuários finais desse cliente. Eles receberão um produto diferenciado, com muito mais qualidade e performance, justamente em razão dessa integração das três disciplinas de conforto.

Integrar é o caminho

O que vejo para os próximos anos é cada vez mais esses serviços totalmente integrados, e a Inovatech assumindo uma posição firme nesse mercado, para realmente ajudar a transformar as construções.

Para isso, vamos aliar essa integração das disciplinas de conforto ao alto nível de qualificação técnica da nossa equipe (alvo de investimentos contínuos). E, claro, ao nosso principal diferencial, que é a visão de negócios (olhar sempre para o que o cliente quer e precisa).

Por fim, vale ressaltar que tudo isso depende também de um investimento consistente em equipamentos para medição, porque a gente acredita que toda solução tem que passar por uma medição prévia. Não dá pra fazer direito só com base em modelo.

É isso, e vamos em frente!