Blog

Espaço para você acessar nossas novidades e notícias relevantes para o setor

Norma de Desempenho: mais um peso para sua empresa?

Norma de Desempenho: mais um peso para a sua empresa?

16/07/2019

Neste artigo, o CEO e fundador da Inovatech, Luiz Henrique Ferreira, conta como está inovando no mercado de consultoria com uma abordagem de gestão e visão de negócio que, na verdade, transforma o atendimento à Norma de Desempenho (NBR 15575) em otimização de projetos e até redução de custos  

 

Por Luiz Henrique Ferreira*

Quem está no mercado da construção e já precisou contratar uma consultoria para auxiliar no atendimento à norma de desempenho deve ter notado a praxe do mercado. Por aqui, pelo menos, a maioria dos nossos clientes está acostumada a pensar na consultoria para a NBR 15575 como um grande relatório contendo os itens que atendem e os que não atendem à norma. É quase como uma auditoria, em que se aponta o dedo para os problemas e ponto.

Isso, sem dúvida, gera mais trabalho e acaba sendo um grande empecilho para as equipes que, no final, recebem apenas o diagnóstico e precisam lidar de alguma forma com os pontos críticos do projeto. Pensando nisso, o que a gente tem feito na Inovatech vai muito além de simplesmente criticar o projeto e listar os itens não conformes.

Atuação preventiva

Nós acreditamos e temos atuado muito fortemente no mapeamento dos processos da empresa, agindo de maneira preventiva. Para isso, entramos muito cedo no empreendimento e fazemos uma primeira análise. Em seguida, chamamos os projetistas para conversar e, preventivamente, já indicamos a eles o que deve ser feito para contemplar o atendimento integral da norma.

Em outras palavras, nós não ficamos esperando a entrega do projeto para, então, criticá-lo e recomendar ajustes. Essa postura implica retrabalho para o cliente, gera custos e, muitas vezes, atrasa todo o cronograma do empreendimento.

Mais qualidade nas construções

É importante ressaltar que a Norma de Desempenho, quando bem pensada e trabalhada no projeto, leva a uma melhora na qualidade das construções. Além disso, se ela for encarada também com uma abordagem de gestão e de prevenção, ela ganha potencial para, por exemplo, reduzir custos de ensaios lá na frente.  

Isso acontece porque, quando se pensa de maneira integrada em projeto, é possível otimizar o mesmo ensaio para várias obras. Com isso, torná-los mais baratos ou, eventualmente, até sem custo algum.

Menos custos com assistência técnica

Além disso, tem ainda um ponto importante da Norma de Desempenho ainda não muito considerado pelo mercado. Estou falando do custo de assistência técnica. Atualmente, o ranking com os problemas que mais geram reclamações de clientes das construtoras no Reclame Aqui inclui itens da Norma de Desempenho. São eles: estanqueidade (infiltração de água) e desempenho acústico.

Em geral, as empresas ainda estão acostumadas a alocar um percentual do valor geral de vendas (VGV) dos empreendimentos para custear assistência técnica após a entrega das chaves. Na média, isso hoje gira em torno de 1% a 2% do VGV de cada projeto.

Vamos lá: na ponta do lápis, uma obra de R$ 100 milhões tem mais de um R$ 1 milhão alocado só para resolver esse tipo de passivo da construção. Mas, muitas vezes esses problemas têm relação direta com o não atendimento à NBR 15575. Será que faz sentido deixar dinheiro provisionado para resolver problemas de maneira corretiva lá na frente?

Acreditamos que não, que é necessário fazer tudo antecipadamente, começando por um bom projeto. Isso vai reduzir o custo de assistência técnica futura. De quebra, melhorar a imagem da empresa para os clientes – o que, cá entre nós, não é pouca coisa, certo? Nesse sentido, podemos pensar que o dinheiro investido no atendimento à norma sai justamente da economia com assistência técnica lá na frente.

É nisso que a gente acredita. E é assim que temos obtido excelentes resultados para nossos clientes.

*Luiz Henrique Ferreira é CEO e fundador da Inovatech Engenharia.  

Saiba mais

Para conhecer mais sobre o trabalho da Inovatech com a Norma de Desempenho, clique aqui. Ou, se preferir, entre em contato para agendarmos um bate-papo.