Blog

Espaço para você acessar nossas novidades e notícias relevantes para o setor

Mais demanda por projetos? Confira dicas de produtividade e gestão de processos internos (imagem mostra projeto arquitetônico em papel com caneta ao lado)

Mais projetos à vista? Confira dicas de produtividade e gestão de processos

26/02/2020

Sua empresa está preparada para a retomada do crescimento? Saiba como melhorar a coordenação de projetos para aproveitar todas as oportunidades, mesmo com equipes enxutas

 

A retração vivida pelo setor da construção nos últimos cinco anos levou muitas construtoras e incorporadoras a trabalharem com equipes bastante enxutas.

Até aí, nenhuma novidade. Porém, desde o ano passado, a expectativa é de retomada do crescimento econômico, ainda que em ritmo mais lento do que todos gostariam.

A pergunta, então, é: como a sua empresa está se preparando para esse novo boom no mercado? Como driblar a falta de mão de obra qualificada e aproveitar as novas oportunidades?

Tempos atrás, em 2008, vivemos algo parecido. O setor atravessou um crescimento rápido, com uma explosão no número de empreendimentos lançados.

Na ocasião, a oferta de profissionais não acompanhou a demanda. Com isso, várias empresas sentiram na pele, ao menos, dois reflexos negativos dessa carência de mão de obra qualificada:

  • Perderam oportunidades por falta de pessoas e/ou;
  • Comprometeram a qualidade de seus produtos.

O que fazer?

Sabemos que recompor equipes não é tão simples. Muitos dos profissionais que deixaram o mercado durante a crise estão hoje em novos postos de trabalho ou tomaram novos rumos profissionais. Muitos, aliás, até deixaram o país.

Nesse contexto, o melhor a fazer é otimizar as tarefas e os procedimentos internos, para trabalhar bem (e melhor) com os profissionais que já fazem parte da equipe.

Como melhorar a produtividade e a gestão de processos internos?

O primeiro passo é reduzir a ineficiência dos processos. Para isso, é importante que as empresas façam um raio-x de seus procedimentos internos, com perguntas como as que listamos a seguir:

  • Os processos estão mapeados?
  • Eles são executados de maneira efetiva?
  • As pessoas percebem a utilidade deles e os retroalimentam?
  • Eles estão estruturados de maneira que qualquer pessoa possa entendê-los e executá-los?
  • Os procedimentos não são cansativos?
  • Há processos que podem ser eliminados ou otimizados?

Para avaliar tudo isso, é importante estabelecer indicadores que levem a uma análise crítica por meio de fatos e não por achismo.

Além disso, manter-se aberto a novas ideias e soluções faz parte da história. Aliás, essa disposição para a novidade deve ser estimulada sempre, para evitar que o condicionamento (ou a comodidade com a rotina conhecida) seja motivo para desperdiçar uma boa mudança.

Questão de timing na gestão de processos

Nas decisões ao longo do projeto, muitas vezes, por falta de processos que determinem o que deve ser decidido em cada etapa, perdemos tempo discutindo itens que não têm mais solução e que podem gerar mais custos por conta da decisão em momento tardio.

Isso vale também para as análises da Norma de Desempenho. Temos visto contratações de estudos térmico, lumínico e acústico ocorrerem no projeto em fase de pré-executivo. Nossa recomendação, no entanto, é que esses estudos entrem junto com o estudo preliminar de arquitetura e, se possível, ainda na definição do produto.

Nestas etapas mais iniciais, as simulações representam uma ferramenta importante para a entrega de um produto que atenda às normas e, ao mesmo tempo, propicie o máximo de conforto para os moradores, sem a necessidade de alterações de projetos que onerem a construção.

BIM para turbinar processos

A orçamentação das obras é outro ponto que costuma ocupar muito tempo das empresas. Isso acontece porque muitas ainda utilizam planilhas de Excel e verificação de projeto por projeto.

No entanto, esta não é a maneira mais precisa e eficiente de fazermos isso. Para melhorar a gestão de processos internos, vale a pena investir na metodologia BIM e otimizá-los.

Em resumo, focar na alta produtividade e na boa gestão de processos passa por criar condições para a tomada de decisões no momento certo, com base em informações detalhadas e analisadas de forma crítica, por profissionais competentes e especializados.

É assim que trabalhamos por aqui. Quer saber mais? Entre em contato com a gente!