Blog

Espaço para você acessar nossas novidades e notícias relevantes para o setor

BIM e produtividade: retomada do crescimento depende de investimento em produtividade

BIM: como investir na ferramenta confiando em bons resultados

22/01/2020

Para embarcar na retomada do crescimento, empresas do setor da construção precisarão dar saltos de produtividade como nunca vimos antes. A metodologia BIM surge como novo paradigma, com potencial para gerar benefícios reais e tangíveis

 

Quem conhece o setor da construção civil sabe que ele é lento e tímido para avançar em produtividade. Como costuma dizer nosso CEO e fundador, Luiz Henrique Ferreira, basicamente continuamos empilhando blocos do mesmo jeito que fazíamos milhares de anos atrás.

No país, estima-se que a produtividade do setor cresceu apenas 1% nos últimos 20 anos, e ainda registrou índices regressivos nos últimos 4 anos (dados da McKinsey Brasil). Esse vácuo, ao menos, não é privilégio nacional. Apesar de representar 13% do PIB mundial, a construção civil é o ramo industrial que menos se desenvolve em termos de produtividade.

Mas, então, qual é a novidade? Digamos que agora, na prática, investir em produtividade deixou de ser uma opção para ganhar status de estratégia quase inescapável. Isso porque, para serem parte da retomada do crescimento, as empresas precisarão dar um salto quântico em termos de eficiência e qualidade, ou seja, produzir mais e melhor.

Contexto favorável

Para a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o BIM é, de fato, o carro-chefe dessa transformação que deve atingir em cheio todo o setor.

O governo federal também aposta na metodologia BIM para alavancar a produtividade da construção, reduzir custos por atrasos nos projetos, otimizar as compras públicas etc.

Para isso, criou por decreto uma estratégia de disseminação do BIM no Brasil, e com metas para projetos de obras públicas, já a partir do ano que vem. Em resumo, quem não implantar BIM em projetos não conseguirá contratos para empreendimentos governamentais.

Lá na frente, o que se espera é atingir a meta de elevar o PIB da construção em 28,9% até 2028, graças à expansão do BIM e, por consequência, ao aumento de produtividade do setor.

Salto consciente

Toda nova tecnologia exige um período de transição, de maturação. Por aqui, o BIM está em estado embrionário, com apenas 9,2% das empresas já utilizando a ferramenta, segundo pesquisa realizada em 2019 pela FGV.

Nessa fase, é natural que muitas empresas tenham um pé atrás em relação à novidade, seus custos e benefícios. Por isso, é importante:

1- Conhecer mais sobre a metodologia BIM

Muito ainda se discute sobre o conceito da ferramenta BIM, o que mostra que ainda estamos no momento de apresentar ao mercado a nova tecnologia. Vencer essa etapa é importante para que as empresas tenham mais segurança para investir, confiando nos resultados.

2- Entender os reais benefícios que o BIM pode gerar

Como já abordamos aqui, BIM é muito mais do que uma ferramenta de modelagem 3D. Também não se restringe a uma planilha de quantitativos e não deve ser a última etapa do projeto.

Quando essas questões são esclarecidas, é possível tirar mais proveito da ferramenta BIM e obter enormes ganhos de produtividade. Com isso, ganhamos na redução de prazos e custos e na elevação no nível de qualidade dos empreendimentos.

3- Escolher empresas experientes que ofereçam serviços de alta qualidade

Não basta ser expert na ferramenta. BIM não é um software, certo? É preciso saber conciliar a metodologia com o ambiente organizacional no qual ela será inserida. É preciso perceber que a cultura da empresa é fator fundamental nessa história.

Aqui na Inovatech, oferecemos aos clientes nossa experiência e ferramental tecnológico para criar soluções personalizadas de gestão de projetos integrados ao BIM 4D.

Assim, viabilizamos entregas em prazos mais curtos, com precisão de orçamento, 100% compatibilizados com Norma de Desempenho, certificações de sustentabilidade, legislação e emissões de CO2.

Quer saber mais sobre como trabalhamos com BIM? Entre em contato com a gente!