Blog

Espaço para você acessar nossas novidades e notícias relevantes para o setor

Acústica e Ano Internacional do Som: por que vale a pena simular o desempenho no projeto

Acústica: por que vale a pena simular o desempenho no projeto

19/02/2020

No contexto da norma de desempenho, medir o conforto acústico depois do prédio pronto e descobrir problemas rende muita dor de cabeça às construtoras. Integrar a acústica às simulações feitas ainda em projeto (térmica e lumínica) resolve a questão e traz outras sinergias

 

2020 será o Ano Internacional do Som (IYS 2020), uma iniciativa da International Commission of Acoustic (ICA), criada a partir de uma resolução da Unesco que reconhece a influência do som no equilíbrio dos seres humanos, com impactos econômicos, socioambientais e culturais.

Ao longo do ano, em todo o planeta, diversos países e organizações estarão mobilizados, promovendo encontros temáticos. No Brasil, o calendário será conduzido pela ProAcústica, Associação Brasileira para a Qualidade Acústica, da qual a Inovatech é uma das empresas associadas. A entidade será apoiadora institucional, fomentando uma série de eventos pelo país.

Mas não pense que o assunto central ficará restrito à saúde pública e os problemas da poluição sonora, por exemplo. Apesar da importância de se combater o excesso de ruídos nas cidades, desta vez o enfoque será um pouco diferente. O que se quer, na verdade, é convidar as pessoas a terem uma visão mais positiva acerca do som. Afinal, som não é sempre ruído, certo? O som também pode gerar memórias afetivas, combater o estresse, acalmar a mente e muito mais.

Acústica e Norma de Desempenho

O que essa história de Ano Internacional do Som tem a ver com conforto acústico e norma de desempenho? Da mesma forma que o IYS 2020 é uma tentativa de mudar a relação que se tem com a acústica, nós também trabalhamos para transformar a maneira como o setor da construção lida com o tema.

Nossa abordagem em relação a acústica, especialmente no contexto da NBR 15575, também é diferente, mais propositiva, focada em soluções e não em problemas.

Eliminamos os problemas ainda em projeto, para que as construtoras tenham mais segurança de que irão entregar empreendimentos que atendam 100% da norma. Assim, elas evitam os desgastes comuns às empresas que deixam para tentar resolver eventuais falhas no desempenho acústico depois do prédio pronto.

Por que simular em projeto?

Vinicius Battistini, sócio da Inovatech e responsável pela área de Simulação e Monitoramento do Ambiente Construído, conta mais em detalhes:

          “O requisito da norma de desempenho é atendido apenas por medição em obra. No entanto, acreditamos que a simulação em projeto é muito útil, pois conseguimos ter uma estimativa dos valores dos ensaios e propor soluções de adequação, quando necessário.

          Imagina a situação de um empreendimento não passar no ensaio e ter que fazer uma adequação? O prédio está pronto, não há muito o que fazer. Nós recomendamos a simulação justamente para evitar esse tipo de problema.”

Simulações integradas

Além de simular o desempenho acústico em projeto, o que propomos é que haja uma completa integração das 3 disciplinas de conforto ambiental da norma de desempenho: térmica, acústica e lumínica. Nosso sócio Vinicius Battistini explica:

“Integrar a acústica com a parte de iluminação e térmica faz sentido porque as três disciplinas se interferem. Por isso, uma visão holística traz soluções mais redondas e factíveis para o cliente.

Outro ponto é que temos estreitado o nosso relacionamento com os fornecedores de materiais, para prestar uma consultoria ainda melhor. Basicamente, isso nos ajuda a ter informações mais precisas para fazer nossas análises e entender melhor a aplicação e as limitações das soluções específicas para tratamento acústico (mantas, blocos de vedação acústicos etc.).”

Quer saber mais sobre nosso trabalho? Entre em contato com a gente!