Casa Azul Caixa

26 empreendimentos certificados

+ de 9.100 unidades habitacionais

10 estados + DF com projetos certificados

O selo Casa Azul foi criado em 2010 pela Caixa Econômica Federal, como objetivo de reconhecer e incentivar projetos habitacionais financiados pela Caixa que adotam soluções mais eficientes aplicadas à construção, utilização, ocupação e manutenção das edificações, promovendo o uso racional de recursos naturais e a melhoria da qualidade da habitação e de seu entorno.

O selo é de adesão voluntária e seus 53critérios de avaliação da sustentabilidade dos projetos foram desenvolvidos exclusivamente para a realidade da construção habitacional brasileira.

O manual Selo Casa Azul: Boas Práticas para Habitação mais Sustentável, destinado a dar suporte aos projetistas e empreendedores envolvidos em projetos candidatos à certificação, foi produzido com o apoio de especialistas da USP, UNICAMP e UFSC.

Em 2014, a Caixa realizou uma revisão nos indicadores da certificação, para atualizá-los e adequá-los, principalmente, à Norma de Desempenho (NBR 15.575) e ao programa de etiquetagem Procel Edifica Residencial.

Com as mudanças, também surgiu o critério Bônus, para viabilizar e estimular a incorporação de aspectos adicionais inovadores, não previstos na metodologia, e que podem dar direito à pontuação.

Entre os 53 critérios de seleção, 19 são itens obrigatórios e os demais são de livre escolha, agrupados em seis categorias:

  • Qualidade Urbana
  • Projeto e Conforto
  • Eficiência Energética
  • Conservação de Recursos e Materiais
  • Gestão da Água
  • Práticas Sociais

O número de critérios opcionais atendidos definirá o nível do selo, que poderá ser Bronze (19 itens obrigatórios), Prata (obrigatórios, mais 6 opcionais) ou Ouro (com 12 ou mais opcionais, além dos 19 obrigatórios).

O empreendedor deve elaborar uma agenda de desempenho socioambiental do empreendimento, com o objetivo de identificar os aspectos socioambientais que sejam relevantes. A agenda ambiental servirá de guia para selecionar as ações a serem adotadas (critérios livres).

Para a concessão do selo, a CAIXA, então, verifica o atendimento aos critérios estabelecidos pelo instrumento, durante a análise de viabilidade técnica do empreendimento e a obra.

 

Diferenciais

  • O Selo se aplica a todos os tipos de projetos de empreendimentos habitacionais apresentados à CAIXA para financiamento ou nos programas de repasse;
  • Adaptado à realidade brasileira e seus diversos aspectos regionais;
  • Proporciona autonomia e estimula as responsabilidades do empreendedor;
  • Valoriza as soluções para resultados efetivos, respeitando as peculiaridades de cada projeto;
  • Possui auditorias presenciais, o que dá mais rigor e credibilidade à certificação


< Voltar para Atuação