Certificação BREEAM

76 países

+ de 562.900 certificados emitidos

3 empreendimentos certificados no Brasil

Certificação BREEAM

BREEAM significa Método de Avaliação Ambiental do Building Research Establishment (BRE), instituição inglesa responsável pela criação do selo, em 1992. Muito popular no Reino Unido e nos países europeus, o BREEAM chegou ao Brasil em 2011 sob o esquema de certificação internacional BESPOKE, um sistema personalizado e adaptado que incorpora as normas e regulamentos locais. O BESPOKE foi desenvolvido para projetos internacionais e cobre diversos programas: residenciais, comerciais, escritórios, industriais, entre outros.

A certificação BREEAM utiliza medidas de avaliação de desempenho reconhecidas internacionalmente, aplicadas a partir de uma ampla gama de categorias e critérios de avaliação. Sua metodologia robusta foi desenvolvida com base em pesquisas científicas relacionadas à construção civil.

O nível de exigência é altíssimo e sua introdução no cenário brasileiro ainda é recente e pouco desenvolvida. Não há uma entidade que represente e ajude a divulgar a certificação por aqui e, além disso, as evidências para o atendimento de alguns critérios (como análise de ciclo de vida, por exemplo) ainda são pouco disponíveis no país, o que dificulta a aplicação e obtenção desses créditos.

O BREEAM InternationalBespoke, o referencial desenvolvido para aplicação em países fora da Europa, é dividido em 9 categorias (cada uma delas com diversos critérios, denominados créditos):

  • Gerenciamento
  • Energia
  • Água
  • Transporte
  • Materiais
  • Poluição
  • Saúde e bem-estar
  • Uso da terra e ecologia
  • Resíduos

O sistema BESPOKE pode ser aplicado em qualquer tipologia de edificação em qualquer lugar do mundo e, por isso, nem todos os créditos existentes no BESPOKE são requeridos para a certificação de um determinado empreendimento.  A avaliação dos créditos aplicáveis é feita pelo BRE, a partir da análise do projeto do empreendimento.

O BREEAM utiliza medidas de desempenho determinadas em face das marcas de referência estabelecidas para a avaliação do projeto, construção e uso de uma edificação. Tais medidas são aplicadas a partir de categorias e de critérios de caráter prescritivo, com um alto nível de especificação e detalhamento.

A avaliação é feita por um organismo licenciado, por meio de assessores treinados de acordo com o esquema de credenciamento UKAS, em diversas fases do ciclo de vida de uma edificação. Isso fornece aos clientes, incorporadores, projetistas e ao mercado os seguintes benefícios:

  • Reconhecimento do mercado para edifícios de baixo impacto ambiental;
  • Confiança de que foram incorporadas ao edifício práticas ambientais devidamente testadas;
  • Marca de referência superior às regulamentares;
  • Sistema que auxilia a reduzir custos operacionais e melhorar os ambientes domésticos e de trabalho;
  • Padrão que demonstra o progresso em relação aos objetivos ambientais, organizacionais e corporativos.

A avaliação desse sistema é baseada em pontuação e não exige o cumprimento de pré-requisitos. São 100 pontos, distribuídos em 9 categorias, com créditos que variam de peso. A pontuação mínima para garantir o primeiro nível de certificação (PASS), que concede apenas o título de empreendimento certificado, equivale a 30 pontos. A partir daí, pode-se obter as seguintes classificações: GOOD (45 pontos), VERY GOOD (55 pontos), EXCELLENT (70 pontos) e OUTSTANDING (85 pontos).

 

Diferenciais

  • Rigor e profundidade de critérios, periodicamente atualizados graças à estreita relação com pesquisas acadêmicas e análise laboratorial do ciclo de vida de materiais;
  • Reconhecimento internacional e atuação em diversos países;
  • Adaptabilidade para ser aplicada em diferentes culturas, devido ao seu sistema que considera as diferenças regionais;
  • Preferência à legislação local;
  • Caráter prescritivo, estruturado a partir da prevenção de riscos e da preservação dos recursos naturais;
  • Sistema direto de pontuação, que é transparente, flexível, fácil de entender e baseado em comprovação científica e pesquisas.


< Voltar para Atuação